Mudar para sobreviver ou transformar para vencer

Vivemos tempos de mudanças e evoluções importantes. Inteligência Artificial, Internet das Coisas, Digitalização, BIG DATA, Redes Sociais, Tecnologia em Nuvem, Dispositivos Móveis, Impressão 3D e Indústria 4.0 são apenas o começo de um mundo totalmente novo que está surgindo e se consolidando.
Todas essas mudanças afetam os negócios, fazendo com que novos modelos de negócios, ideias, produtos, serviços e soluções surjam e desafiem mercados e empresas existentes.
O seu mercado mudou e continuará mudando, de forma cada vez mais intensa e rápida. Se você não entender essa realidade e não fizer nada para se adaptar às mudanças, perderá competitividade e poderá ficar de fora do jogo. As empresas precisam se transformar para poder acompanhar demandas, tecnologias, concorrência e comportamento dos consumidores em constante mudança. Porém, normalmente, as organizações não mudam porque querem, elas mudam porque não evoluíram e não têm outra escolha.
Transformar um negócio pode ser doloroso e arriscado, já que isso pode significar mudanças radicais e reestruturações significativas. Entretanto, há uma grande diferença entre mudar para sobreviver e se transformar para vencer.
Mais do que mudar, é necessário evoluir.
E é fundamental evoluir antes que você precise. Não apenas mude as ferramentas, transforme a mentalidade do seu negócio. Permanecendo alerta e evoluindo com o mercado, você enxergará uma oportunidade em que os outros veem uma ameaça. Concentre-se em seus clientes, reavalie processos, atualize produtos e serviços, adote novas tecnologias, treine e desafie a sua equipe.
Reveja e atualize as suas estratégias e concentre-se em aspectos do seu negócio que permanecerão estáveis ao longo do tempo, como as necessidades essenciais de seu cliente, por exemplo.
Jeff Bezos, CEO da Amazon explica: “Se você deseja construir um negócio bem-sucedido e sustentável, não se pergunte o que poderia mudar nos próximos dez anos que poderia afetar sua empresa. Em vez disso, pergunte a si mesmo o que não vai mudar e, em seguida, coloque toda a sua energia e esforço nessas coisas”.
Ao site Business Insider, Bezos sugere que se construa uma estratégia de negócios em torno das coisas que sabe serem estáveis no tempo, ou seja, é preciso entender que muitas coisas mudam, mas outras permanecem inalteradas, mesmo com fortes mudanças externas. Por exemplo: se os clientes sempre preferem preços mais baixos, deve-se investir para garantir que seja possível suprir este desejo dos clientes e melhorar esse aspecto o tempo todo.
Não mude apenas para sobreviver. Mude para vencer.