Como o Crowdsourcing pode ajudar a prática da advocacia e o alcance de mais clientes?

“Advogados que não quiserem dividir conhecimentos serão postos de lado. ”

A advocacia é uma das profissões mais concorridas do país, afinal, o Brasil é o país que mais forma na área, com 1.200 faculdades de Direito ao passo que o resto do mundo possui 1.100. Atualmente são cerca de 100 mil novos advogados todos os anos e um total que já soma mais de 1 milhão de inscritos na OAB (Ordem dos Advogados Brasileiros). Mas e quais seriam as ferramentas que os novos profissionais podem usar para se destacar no mercado jurídico?

Com um conceito inovador é possível se utilizar da técnica do Crowdsourcing na advocacia, que em sua tradução livre significa “colaboração coletiva”. Esta traz um novo modelo de trabalho coletivo, em que advogados se unem para alcançar ganhos mútuos. O Crowdsourcing não incentiva apenas a facilitação das atividades forenses ou petitórias, mas também auxilia os advogados a alcançar novos clientes.

O grande desafio da aplicação do Crowdsourcing na advocacia é que os profissionais da área tendem a não dividir seu conhecimento e até mesmo suas peças processuais. A profissão tem a cultura de guardar seu conhecimento, não compartilhando com outros colegas, acreditando na premissa antiga de que informação é poder e conquista de mercado.

Com o crescimento das Lawtechs que estão revolucionando o mundo jurídico com as suas novas tecnologias, cada vez mais a informação é global e pública. O autor do best-seller inglês, “Tomorrow’s Lawyers”, Richard Susskind, já define que “a maneira como as pessoas se comunicam já mudou e continua em modificação. Isso também afetará clientes e advogados. A consequência será a difusão dos conhecimentos jurídicos. Advogados que não quiserem dividir conhecimentos serão postos de lado”.

Pensando nisso, a advogada Caroline Francescato, CEO do LinkLei (ferramenta que desenvolve, fortalece e promove os jovens profissionais da advocacia), está visitando universidades e falando sobre as novas perspectivas do futuro da área jurídica. A ideia é levar um novo mindset para aqueles que serão os profissionais do futuro da advocacia e mostrar as novas oportunidades de mercado. A palestra instiga a pensar sobre as novas competências que os advogados deverão adquirir, e coloca como principal a necessidade dos profissionais jurídicos serem mais colaborativos. Ela acredita que a competência que caberá a todos os novos profissionais será a COLABORAÇÃO.

E nessa tendência de mercado que surge o LinkLei, a fim de possibilitar um ambiente de troca e de colaboração para que juntos os profissionais tenham o destaque profissional. Afinal, informação não é mais poder, e isso deve fazer parte do novo comportamento da advocacia.

Quer conhecer mais sobre como o Crowdsourcing pode lhe ajudar a ter sucesso na advocacia? Acesse bit.ly/2NzzBHs ou baixe o APP bit.ly/2JMtIFq



Website: http://www.linklei.com.br