Mercado de R$ 40 bilhões, franquias veem Business Intelligence como catalisador de negócios

O mercado de franquias, segmento que faturou cerca de R$ 40 bilhões e cresceu mais de 8% só no segundo trimestre de 2018, está aos poucos aumentando a adoção de ferramentas de business intelligence para gerir as operações e melhorar a gestão de franqueados.

Com mais de 50 anos de história, o segmento de franchising é um dos mais promissores do país, e é também um dos mais abertos à inovação: de acordo com a 1ª Pesquisa de Inovação nas Franquias Brasileiras, realizada pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), em parceria com a Fundação Dom Cabral (FDC) e Conferência Nacional de Serviços (CNS), 91,8% das redes franqueadoras criaram ou contrataram novos produtos, serviços e tecnologias para melhorar sua competitividade desde 2014

Destas, cerca de 80% afirmam que inovar aumentou seu market share e 85% avaliam que tais iniciativas trouxeram maior rentabilidade.

Para o especialista em BI e CEO da BIMachine, Douglas Scheibler, esta é uma tendência que deve seguir em rota de crescimento. Segundo ele, o segmento de franquias está acompanhando outros movimentos de mercado na direção do BI, como o de varejo, e vem percebendo a análise de dados como um catalisador de negócios.

"Como as franquias estão, predominantemente, no varejo, e muitos players do varejo já estão colhendo ótimos resultados com o BI, os franqueadores estão mais interessados. Eles estão notando como é possível fazer isso com baixa complexidade, e avaliando a possibilidade de iniciar projetos em suas organizações", aponta Scheibler.

A constatação do CEO foi reforçada durante reunião da região sul da Associação Brasileira de Franquias. Segundo o executivo, dos 40 franqueadores presentes (do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), cerca de 30 deles buscaram conhecer mais sobre a solução de BI da empresa.

"Mostramos nesta ocasião o nosso case com a Rede Calci, uma das maiores do varejo no Rio Grande do Sul, e tivemos uma ótima resposta. O BI representa um grande potencial de crescimento para o segmento de franquias, e contar com parceiros com tecnologia e experiência é o que faz a diferença", finaliza Scheibler.