CorpFlex reforça presença no mercado de proteção na camada web com nova oferta de solução de segurança

A CorpFlex, especializada em Cloud Corporativa e soluções de outsourcing de TI, anuncia o lançamento do WAF (Web Application Firewall), solução de segurança de TI que ajuda as empresas à proteger seus dados de ataques de cibercriminosos.

"Aplicativos web desprotegidos são o ponto de entrada mais fácil para hackers e vulneráveis a vários tipos de ataques. A abordagem avançada e multicamadas do WAF (Web Application Firewall) protege seus aplicativos Web", explica Diogo Santos, CTO da CorpFlex.

Quando combinado com outros serviços de segurança, permite aumentar o nível de proteção contra as mais recentes vulnerabilidades de aplicativos, bots e URLs suspeitos, com mecanismos de detecção baseados em Machine Learning seus aplicativos estarão protegidos contra ameaças sofisticadas como SQL Injection, Cross-site scripting , buffer overflows, Upload de Códigos Maliciosos e ataques DoS.

Segundo o CTO da CorpFlex, os ataques as aplicações web são as mais comuns, por estarem expostas ao acesso de qualquer lugar. "As aplicações web cresceram muito nos últimos anos e a análise é complexa. É necessário verificar diversas camadas da aplicação, muitas delas sem a proteção adequada. A CorpFlex oferece uma equipe capacitada e especializada, que em conjunto com o cliente consegue gerenciar e analisar o ambiente com agilidade e segurança", reforça Edivaldo Rocha, CEO da CorpFlex.

Graças a interação entre os analistas da CorpFlex e os desenvolvedores do cliente, é possível integrar as informações e fazer análises de qualidade, com o máximo de resultado. Com o WAF, a equipe define os principais problemas que o sistema pode enfrentar e programa a solução para bloqueá-los. Também é possível ativar a ferramenta em modo aprendizagem para que a solução faça uma análise do cenário em um período pré-determinado, identificando os problemas e fazendo os bloqueios de acordo com as vulnerabilidades detectadas no período, que pode levar de 1 a 3 meses.

A ferramenta ainda oferece relatórios customizados, que consideram normas de segurança e as informações mais relevantes para o cliente. Assim, o usuário tem acesso a métricas que são importantes para seu negócio e pode redefini-las e estabelecer novos bloqueios quando for necessário.

"A proteção não deve ser uma medida tomada apenas quando os dados já foram vazados, mas deve caminhar em conjunto com a transformação digital. As empresas estão aos poucos percebendo que sem isso suas informações estão vulneráveis para ataques que podem prejudicar profundamente sua reputação, além de levar a prejuízos financeiros astronômicos", conclui o CEO da CorpFlex.