Por que empresas mudam de escritório? Pesquisa revela os principais motivos

“25% relatou a facilidade de fazer networking. Por outro lado, mais de 45% das empresas consultadas sentiram que passar para outro escritório trouxe um impulso”

Afinal, passar para outro ambiente de trabalho marca uma nova fase para o negócio, marcada por incertezas, mesmo com a perspectiva de melhorias.

A Gowork, empresa nacional de Coworking que atua projetando e construindo espaços personalizados para negócios em constante crescimento, resolveu investigar os motivos que levam a essa mudança de escritório.

Veja a seguir alguns dos resultados mais interessantes dessa pesquisa.

1) Necessidade de crescimento

Entre as empresas consultadas, a constatação foi de que a maior parte (mais de 47%) adotou essa mudança como consequência do crescimento alto do negócio, que passou a demandar um espaço maior.

Em segundo lugar (mais de 28%) veio a necessidade de encontrar um novo local por requisitos de fluxo de trabalho que surgiram. Menos de 15% das empresas mudam de escritório pela finalização do contrato.

Aliás, contratos prolongados de locação do espaço acabam tendo como consequência a limitação dos empreendimentos.

Cerca de metade dos respondentes da pesquisa revelaram que tinham contratos de mais de cinco anos nos imóveis comerciais convencionais.

Isso na verdade é um grande limitador de crescimento da empresa e impactante ao fluxo de caixa. Investir em outro estabelecimento, montar toda estrutura e separar a equipe são variáveis que precisam serem consideradas.

Além do cenário de devolver o imóvel pagar multa e encarar a mudança.

2) Consequências da mudança

E o que essa mudança trouxe para esses empreendedores? Apontado pela maior parte dos empresários foi positivo: mais da metade deles afirmaram que perceberam um aumento da produtividade associada com a mudança de local.

E não é só isso: quase 25% relatou a facilidade de fazer networking.
Por outro lado, mais de 45% das empresas consultadas sentiram que passar para outro escritório trouxe um impulso moral, como se elevasse a autoestima corporativa.

Ou seja, em relação às consequências, foi possível aferir que a mudança de escritório pode trazer um respiro para empresas desgastadas, desde que ela seja bem planejada, mas é preciso colocar na balança os problemas de produtividade e localidade que isso vai causar.

3) Coworking como alternativa

A pesquisa mostrou que as empresas que se mudam por conta do crescimento, ou seja, a maioria delas, se preocupa menos com o custo do novo espaço do que com as vantagens que o novo local vai trazer.

Além disso, a flexibilidade também se mostrou importante, para evitar a limitação de um contrato de locação prolongado. Uma boa localização é outro elemento que está entre as prioridades.

Hoje a Gowork Coworking oferece 15 localidade em São Paulo capital, com soluções de escritório virtual, escritório compartilhado, sala privativas e andares completos.

https://www.gowork.com.br/coworking-paulista/

Os espaços compartilhados de trabalho, chamados de coworking, estão crescendo justamente por proporcionarem o que os empreendedores modernos almejam.

Oferecem uma estrutura completa e com flexibilidade, por um preço muito mais acessível, especialmente se comparado ao valor de manter um espaço próprio.

Além de ser uma alternativa viável durante o crescimento da empresa, o coworking pode se tornar um parceiro de negócio e ainda viabilizar novas parcerias graças ao networking que pode ser feito lá. É o modelo que representa o futuro da comunidade empresarial.

A Gowork lançou agora em janeiro de 2019 um prédio inteiro de Coworking no Itaim Bibi em São Paulo voltado a empreendedores e todos os portes empresas.
https://www.gowork.com.br/coworking-itaim-bibi/



Website: https://www.gowork.com.br