Primeira certificação GSMA Mobile Money para a América Latina

No Mobile 360 - Latin America realizado em Buenos Aires, a GSMA anunciou que a Tigo Money Paraguay se tornou a primeira provedora na região a obter a Certificação GSMA Mobile Money. A iniciativa de certificação, lançada em abril de 2018, é um programa global para levar serviços financeiros mais seguros, mais transparentes e mais resilientes a milhões de usuários de dinheiro móvel em todo o mundo. Com a adição da Tigo Money Paraguay, provedoras certificadas agora representam, coletivamente, 114 milhões de contas de dinheiro móvel no mundo todo.


“O dinheiro móvel surgiu como um dos principais contribuintes para a inclusão financeira na região da América Latina e Caribe, com mais de 21 milhões de contas registradas em 17 mercados”, disse Sebastián Cabello, diretor da GSMA para a América Latina. “A Certificação é projetada para fornecer aos clientes a confiança de que seus recursos estão em boas mãos, seus direitos estão protegidos e eles podem esperar um alto nível de atendimento ao cliente. Parabenizamos a Tigo Money Paraguay por ser a primeira a dar esse passo e esperamos que outros na região obtenham a certificação.”


"Estamos honrados em receber esta certificação, após 10 anos trabalhando para promover a inclusão financeira, transformando vidas e implantando supervias digitais para milhões de paraguaios, que já estão começando a desfrutar da nova economia digital", disse Ramiro Pascual, CEO da Tigo Paraguai. "Esta certificação impactará positivamente as parcerias de negócios, pois fomenta a excelência na prestação de serviços de dinheiro móvel, mostra que nossas práticas de negócios estão entre as melhores do setor e que, como indústria, estamos empenhados em proteger os direitos dos consumidores, fornecendo serviços confiáveis e seguros e combatendo a lavagem de dinheiro."


Os requisitos de certificação, validados por um avaliador independente, incluem um conjunto de oito princípios de alto nível e 300 critérios detalhados que abrangem questões como segurança, direitos do consumidor e prevenção contra lavagem de dinheiro, mitigação de risco, financiamento de terrorismo e fraude. A certificação está aberta a todos os provedores de dinheiro móvel, incluindo operadoras móveis, bancos ou qualquer outro tipo de prestador de serviços de pagamento, e uma taxa de aprovação de 100% é necessária.


Os critérios de certificação complementam os esforços de conformidade dos fornecedores, mas vão além da regulamentação em detalhes e escopo, definindo e promovendo as melhores práticas do setor. Práticas comerciais responsáveis são essenciais para ajudar os reguladores a atingir suas metas em relação à inclusão financeira, estabilidade, integridade e proteção ao consumidor.


Cabello acrescentou que, “com mais de 690 milhões de contas globalmente, a indústria de dinheiro móvel representa um claro impacto no esforço global para expandir a inclusão financeira, fornecendo acesso a serviços financeiros que melhoram a vida e servem como porta de entrada para a economia digital. O dinheiro móvel está promovendo diretamente 13 dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, facilitando o acesso a serviços essenciais como saúde e educação, oferecendo oportunidades de emprego e reduzindo a pobreza”.


Para mais informações sobre o projeto acesse o link www.gsma.com/mmc.