Videoconferências são a aposta na era da colaboração inteligente

*Por Marcelo Szabo

O aumento da produtividade é uma preocupação crescente entre empresas do mundo todo. Por isso, as organizações estão buscando novas formas de otimizar os processos e a colaboração do capital humano. As reuniões, por exemplo, são elemento-chave para a integração, o alinhamento e a otimização dos fluxos de trabalho. Mas, se mal planejadas, levam à perda de um tempo essencial para o bom desempenho das equipes. Felizmente, a tecnologia digital é capaz de reinventar nossa forma de trabalhar e o escritório moderno: colaborar a partir de vários locais está mais fácil do que nunca. Tecnologias, como os quadros interativos, estão oferecendo uma oportunidade de trabalho inteligente e colaborativo nos ambientes profissionais.

As conversas face to face foram, durante muito tempo, o formato preferido para reuniões. Além de não se adequarem à realidade do ambiente de trabalho moderno, podem não atender a uma demanda atual. Uma pesquisa da Ricoh identificou que 77% dos Baby Boomers preferem reuniões presenciais. Isso muda se comparado à Geração Z: 58% afirmam tal preferência. Por isso, as reuniões com telas e quadros interativos são a evolução natural das reuniões presenciais.

Nesse novo cenário, a capacidade de criar, editar, finalizar e compartilhar documentos de forma segura, enquanto o computador é visualizado e os participantes conversam entre si, levou à era das “reuniões face to face 2.0”. Atuar em projetos dessa maneira, sem dúvida, promoverá um grande avanço para as metas de produtividade das equipes.



A nova era da colaboração empresarial

Desenvolver ideias e compartilhar conhecimento é crucial para o crescimento das empresas. As chamadas telefônicas, e-mails e ferramentas de chat podem unir mentes de diversos lugares. No entanto, todos esses métodos têm suas dificuldades. Todos sabemos como uma conferência telefônica com muitos participantes pode ser ineficiente. Mas, à medida que as empresas crescem, a comunicação em grupo torna-se essencial.

Da mesma forma, esses métodos não proporcionam o verdadeiro impacto da troca de conhecimento face to face. As novas tecnologias preenchem esse vazio. Nesse aspecto, há no mercado soluções e tecnologia dentro do conceito de "Wokplace Collaboration", com gestão unificada que abrange desde a infraestrutura para a integração de hardware e software até a reformulação do espaço e o acompanhamento das pessoas para a adoção de novos hábitos digitais.

A comunicação visual integrada é essencial para permitir a interação à distância. Quando você está na tela, é mais fácil participar e seguir indicações visuais de forma que todos vejam.



Como funcionam essas ferramentas?

A funcionalidade de um quadro digital interativo traz vida às reuniões remotas. As telas interativas permitem que o apresentador compartilhe, debata e faça anotações em vários documentos em tempo real. Os participantes podem até mesmo receber os arquivos atualizados antes do término da reunião, já que o apresentador pode enviar um e-mail diretamente, a partir do quadro interativo. Dessa forma, o capital humano melhora suas habilidades de participar e liderar sessões futuras ainda mais atraentes.

Empresas sólidas baseiam-se nas relações. Assim, os líderes empresariais devem adotar estilos de trabalho modernos, mas preservar o trabalho em equipe e o espírito de colaboração. Essa não é uma tarefa fácil, já que a interação face to face é essencial, mas é preciso agregar a tecnologia disponível para colaboração no nível exigido nesta era digital. Felizmente isso é possível.



*Marcelo Szabo é Gerente de Produtos para Comunicação Visual e Tecnologias Emergentes da Ricoh América Latina



| Sobre a Ricoh |

A RICOH é uma empresa global de tecnologia que, há mais de 80 anos, tem transformado a maneira como as pessoas trabalham.

Sob o lema: imagine. change (imagine. mude), a RICOH continua a capacitar empresas e pessoas por meio de tecnologias e serviços que inspiram a inovação, melhoram a sustentabilidade e impulsionam o crescimento. Essas tecnologias incluem sistemas de gestão de documentos, serviços de TI, soluções de impressão comercial, sistemas de comunicação visual, câmeras digitais e sistemas industriais.

Com sede em Tóquio, o RICOH Group opera em aproximadamente 200 países e regiões. No ano fiscal encerrado em março de 2017, o RICOH Group teve vendas mundiais no valor de 2,028 bilhões ienes (cerca de 18,2 bilhões de dólares).

Para obter mais informações, acesse www.ricoh.com.br