Azeplan entra em processo de adequação à nova lei para proteção de dados

Sancionada, com vetos, em agosto deste ano, a nova legislação para proteção de dados pessoais surge como um alerta para as empresas que necessitam se regularizar. Em 25 de maio, entrava em vigor uma lei com diretrizes bem próximas da União Europeia. A lei brasileira deve entrar em vigor daqui dois anos, mas comprova que o país está atento às tendências mundiais.
A Azeplan Assessoria Contábil é uma empresa que possui 22 anos de experiência. A companhia de contabilidade demonstra sua preocupação com essa nova lei e vem procurando soluções que consigam fechar alguns gaps na proteção de dados manuseados internamente. Dessa forma, a empresa acionou a ITO1, empresa que oferece soluções de TI e serviços de Inteligência Competitiva Tecnológica - ICT, para dar início à uma adoção de sistemas que consigam suprir as necessidades da empresa de contabilidade.
O escopo do projeto é pautado nas soluções da BlackBerry, que foram selecionadas a dedo com a finalidade de achar o produto certo para a demanda que surgiu. Até o momento, algumas soluções já foram cogitadas, como BBM – para proteção de dados no whatsapp, e a Workspace – que permite a criptografia de dados no tráfego entre e-mails.
Aliás, criptografia é um ponto forte da BlackBerry para a segurança dos dados. Além de ter a criptografia e segurança da informação, as soluções proporcionam meios de como identificar se teve fuga dos dados e por onde foi a fuga. As ferramentas de compliance permitem que a proteção fique ainda mais forte.
No Brasil, a BlackBerry é representada pela a ITO1, que possui certificado integrador Platium em BlackBerry no país (certificação exclusiva e máxima em nível de serviço e capacidade técnica). A ITO1 inicia o processo de implementação no escritório de contabilidade, analisando o cenário legislativo e selecionando especialmente soluções que consigam cumprir com o que é necessário pela lei.
Segundo Flávio Paiva, CEO da ITO1, a preocupação das empresas está aumentando devido a sanção dessa nova lei, seguindo os moldes dos outros países. “Na União Europeia, o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) entrou em vigor em maio deste ano e outros países decidiram seguir pelo mesmo caminho. O presidente Michel Temer sancionou uma lei com diretrizes próximas, e isso fez com as pessoas passassem a olhar com atenção para todo este cenário da segurança da informação”, comenta.
A Azeplan Contábil se preocupa com estes dados e visa a seguridade de seus clientes. De acordo com Eduardo Azedo, a saída ideal para resolver todas essas questões seria implementar um sistema na empresa que suprisse algumas deficiências existentes atualmente. “A Azeplan tenta buscar uma solução, seja ela no documento ou no chat. A comunicação via esses meios tecnológicos pode me dar mais segurança. A seguridade nesse tráfego de documento é o que buscamos”, pontua.
Eduardo conta que o apoio da ITO1 será necessário em todas as etapas da implementação e que suas expectativas são altas. “Tenho certeza que é uma empresa que pretende seguir conosco no mesmo caminho. Não é só tratar de um assunto e depois remover o time deles de campo, é estar presente em todos os momentos, porque abordamos muitos assuntos de segurança, não apenas as questões legais”, conclui o executivo.